Outras Atividades



Recital de Canto e Piano


Projeto
Aura Popularis


A cantora Juliana Azevedo e a pianista Ludovica Vincenti constituem um duo de jovens artistas que neste momento desenvolve o projeto Aura Popularis, criado em 2018 visando a promoção da música portuguesa e brasileira, através da interpretação de poemas e de canções de compositores como Cláudio Carneyro (1895-1963), José Vianna da Motta (1868-1948), Francisco de Lacerda (1869-1934), Hector Villa-Lobos (1887-1959), entre outros.

Este projeto parte do desejo de dar a conhecer ao público a existência de um repertório vasto em que constam não só canções eruditas, portuguesas ou brasileiras, bem como arranjos de canções e textos populares, raramente interpretados, permitindo ao espectador viver uma viagem sonora do Alentejo até à Amazónia.



NOTAS BIOGRÁFICAS DAS ARTISTAS

Juliana Azevedo - soprano
Iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos. Em 2013, concluiu com 19 valores o curso complementar de canto no Conservatório de Música de Coimbra, sendo aluna de Joaquina Ly. Simultaneamente, fez o mestrado em Psicologia na Universidade de Coimbra. Recentemente, concluiu a Licenciatura em Canto Lírico no Conservatório de Amesterdão, na classe de Sasja Hunnego. Participou em Masterclasses com António Salgado, António Chagas Rosa, João Paulo Santos, Pierre Mak, Ira Siff, Alexander Oliver, Claron McFadden, Floris Visser, Jeff Cohen e Gusta Teengs Gerritsen.
No âmbito da atribuição dos 1ºs lugares na IV e na VI Edições do Concurso Nacional de Canto para alunos dos Conservatórios Oficiais de Música, atuou a solo com a Orquestra Clássica do Centro e com a Orquestra do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Integrou o ensemble na ópera “Cendrillon”, produzida pela Dutch National Opera Academy. Foi solista na cantata “De Schipbreuk” de J.Wagenaar em Leiden, na Holanda.

Ludovica Vincenti - piano
Iniciou os seus estudos no Conservatório Tito Schipa, em Lecce (Itália), e aos 21 anos, concluiu a Licenciatura em Piano Solista no Conservatório Luigi Cherubini em Florença, com a nota máxima, na classe de Stefano Fiuzzi. Em 2013, obteve brilhantemente o Diploma em Fortepiano e Piano Romântico na Accademia Pianistica Internazionale "Incontri col Maestro" em Imola e, em 2016, o Diploma di Aperfeiçoamento Pianístico. Recentemente, Ludovica concluiu o curso de Música de Câmara na Accademia di Santa Cecilia em Roma com a nota máxima.
Obteve vários prémios em prestigiosos concursos nacionais e internacionais, entre os quais o 1º lugar no “Rome International Fortepiano Competition” Muzio Clementi Prize, no Concorso Internazionale di Pianoforte Romantico Antico “Mario Calado” (Lleida - Espanha) e no Concorso "Città di Magliano Sabina" Premio Pianistico "Sergio Cafaro". A pianista italiana foi convidada em conceituados festivais nacionais e internacionais e tocou em instrumentos históricos originais.