Notícias

Terminada a 2ª Guerra Mundial, a Europa viveu um período, de mais de 50 anos que, à primeira vista, poderíamos designar como sendo de paz alargada e de grande progresso económico e social. No entanto, a instabilidade continuou a ser uma permanente forma de estar entre as grande potências e revela-se na quase permanente existência de conflitos regionais, agora, fora dos territórios dessas grande potências. Essa instabilidade que é económica, social, política e militar deve ser objeto das nossas preocupções e da nossa atenção.

A Associação Círculo Cultura e Democracia entendeu assim inaugurar a nova fase das suas “Conferências de Arouca” com o tema “As raízes da presente instabilidade mundial: o que têm as pequenas e grandes potências a ver com isto?”. Para nos ajudar a refletir sobre esta realidade convidamos duas reputadas especialistas em relações internacionais, a nossa conterrânea, Professora Raquel Freire, da Universidade de Coimbra, e a Professora Sandra Fernandes, docente na Universidade do Minho.

Fotos da Conferência