Notícias



Vivemos numa era fantástica de comunicação. Aquilo que há duas décadas eram ferramentas e linguagens típicas e exclusivas dos jornalistas estão hoje disponíveis a qualquer cidadão. “Hoje todo o mundo é jornalista” – que melhor mundo pode existir para o completo florescimento da Liberdade de Imprensa, algo que muitas vezes é visto como um direito dos jornalistas, mas que obviamente é um direito de todos os cidadãos?

Está lançado o mote para a "Conferência de Arouca" do próximo dia 18 de novembro, que conta com a intervenção de três reputados jornalistas: Jorge Wemans, Maria Flor Pedroso e Nicolau Santos. A moderar a sessão, teremos ainda connosco a jornalista arouquense Cláudia Oliveira.

A imprensa livre encontra-se hoje condicionada, pelas opções dos cidadãos, pela agenda dos poderes económicos, pelas próprias opções dos jornalistas? Os nossos convidados propõem-se abordar estes desafios e perspetivar o jornalismo para um tempo futuro.

A Conferência, cujo tema é "Liberdade de imprensa: um direito ultrapassado?", terá lugar no Auditório da Loja de Turismo de Arouca, às 15h00.

Mais informações, sobre os oradores e os sumários das suas intervenções, podem ser consultadas aqui.